O QUE COMER E O QUE EVITAR, DURANTE GESTAÇÃO E A LACTAÇÃO?

0

As lactantes devem ter certos cuidados com a sua alimentação. Pois algumas substâncias podem fazer mal ao bebê e a mamãe, durante a amamentação.

As mamães precisam se alimentar de forma saudável e de três em três horas. Além de beber três litros de água por dia. Afaste-se das  bebidas alcoólicas, cigarro e drogas. Estas substâncias passam para o leite materno e causam danos à saúde da mãe e do bebê.

Existem  alimentos que podem levar a criança a ter problemas de pele, como: chocolates, o leite integral e derivados e nozes, segundo a mastologista Anastasio Berrettini, presidente da Comissão de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM).

Além dos problemas de pele, as cólicas podem ser amenizadas ou até mesmo evitadas, se a mãe evitar o consumo de alimentos picantes, vegetais da família das couves (couves, brócolis, couves-de-bruxelas, couve-flor, entre outros) e leguminosas (feijão, grão, fava, ervilha, entre outros). “Esses alimentos podem provocar flatulência (gases)”,  diz o pediatra e neonatologista Jorge Huberman.

Porém, é importante ressaltar que o consumo desses alimentos só devem ser evitados, caso o seu bebê apresente sintomas como cólicas e/ou manifestações na pele. E lembre-se: toda e qualquer decisão deve ser de conhecimento e indicação do seu médico. E nunca pratique a automedicação. Pois os efeitos colaterais podem causar reações inesperadas, tanto na mamãe, quanto ao bebê.

E qual seria a alimentação ideal?

A alimentação da mãe enquanto a amamentação deve ser equilibrada e variada. Durante a amamentação, a mãe perde de 1 a 2 kg por mês, de forma lenta e gradual, devido a quantidade de energia que se utiliza para produzir o leite materno.

São necessárias 800 calorias para produzir 1 litro de leite, sendo 500 calorias provenientes da dieta e 300 calorias derivadas das reservas de gordura formadas durante a gestação.

A mamãe necessita de maior quantidade de energia e proteínas, que deve ser obtida através de uma alimentação balanceada que inclua todos os grupos de alimentos. 

Algumas dicas para facilitar a alimentação::

  • Comer 5 porções de frutas e vegetais diariamente;
  • Consumir proteínas magras, como: frango, peru ou ovo bem cozido;
  • Peixes devem ser consumido de 2 a 3 vezes por semana, preferencialmente peixes com baixa quantidade de mercúrio, como: sardinha, atum, truta e salmão;
  • Os carboidratos devem ser integrais para aumentar o consumo de fibras: arroz, macarrão, cereais, torradas, pães e grãos;
  • Os lácteos devem ser consumidos moderadamente e com baixo teor de gorduras: 1 copo de leite desnatado, uma fatia de queijo branco e 1 copo de iogurte natural, diário..

O líquidos estão presente nas frutas e sopas. Experimente variar entre sucos e chás, sem açúcares. A ingestão de  água é fundamental. Ter uma garrafa de 2 litros por perto é uma boa opção para controlar a quantidade de água que ingere ao longo do dia.

Compartilhe no Facebook

Os comentários foram encerrados.