Evite os parabenos. Saiba o porquê.

0

FPARABENOSortemente utilizados pela indústria cosmética, os parabenos são compostos químicos utilizados como conservantes e estão presentes na formulação da maioria dos cremes hidratantes, shampoos, maquiagens, sabonetes, loções para barba, protetores solares, medicamentos, sabonetes, perfumes, entre vários outros tipos de produtos, inclusive alimentícios.

Por possuírem ação antimicrobiana, antibacteriana e antifúngica, os parabenos fazem com que os produtos mantenham-se livres de micro-organismos nocivos e conservados por mais tempo. Somando isso ao baixo custo que esses conservantes apresentam para a sua produção, o resultado é um mar de parabenos espalhados pelas prateleiras das lojas, supermercados e farmácias.

Isso tudo seria muito bom e conveniente, se não fosse pelo fato de que algumas pesquisas apontam os parabenos como potenciais causadores de alergias cutâneas, envelhecimento precoce da pele, aumento da pré disposição ao câncer de pele e câncer de mama.

Em 2004 a Universidade de Reading, Reino Unido, publicou no Journal of Applied Toxicology, que os parabenos podem apresentar propriedades estrogênicas. Os cientistas estudaram vinte casos diferentes de câncer de mama durante três anos e concluíram que havia concentrações de parabenos acumulados nos tecidos cancerígenos dos seios.

Segundo o estudo, os parabenos são absorvidos pela pele e entram na corrente sanguínea, onde passam a agir como disruptores hormonais. Eles ligam-se aos receptores celulares dos estrógenos e induzem as células a agirem como se houvessem sido ativadas por estrogênios naturais (hormônios femininos). Há indícios de que o efeito contínuo da disrupção hormonal causada pelos parabenos esteja associada a maior probabilidade de cânceres hormônio-dependentes.

Existem quatro tipos de parabenos comumente utilizados na cosmética. Dois deles, o Metilparabeno e o Propilparabeno, apresentam muito pouco ou nenhum efeito estrogênico. Os outros dois tipos são o Etilparabeno e o Butilparabeno. Este último é o que apresenta os resultados mais alarmantes.

No mundo todo o movimento anti-parabenos vem ganhando força. Na Dinamarca, por exemplo, o uso de parabenos está terminantemente proibido em produtos infantis. No Brasil, a ANVISA determinou que as fórmulas não podem conter mais que 0,4% de cada parabeno, nem somar mais que 0,8% de parabeno total na sua composição.

Embora os estudos indiquem que um pouco de parabeno não faz mal a ninguém, um pouquinho de parabeno do seu desodorante, mais um pouquinho do seu creme, mais um pouquinho do protetor solar, do shampoo, do perfume… e no final do dia é provável que você tenha aplicado bem mais parabenos no seu corpo do que a quantidade segura recomendada.

Aos poucos as marcas estão adaptando suas formulações e eliminando os parabenos dos seus produtos, mas ainda é grande a quantidade de produtos fabricados com esses conservantes. A Sumred, que é a nossa marca própria de cosméticos, é 100% livre de parabenos. Não importa se pode causar pouco, médio ou muito mal à saúde. Já que a nossa missão é promover saúde, beleza e bem estar, pelo sim e pelo não, nós preferimos nem arriscar.

Fontes: Conselho Federal de Farmácia, eCycle, Ecologia Médica, Revista Veja OnLine.

Compartilhe no Facebook

Os comentários foram encerrados.