Aloe vera, o remédio dos deuses

0

fatia-aloeA Aloe vera, popularmente conhecida como Babosa, sem dúvida é um presente da natureza. Se todas as pessoas tivessem uma mudinha de Aloe vera plantada em casa para uso medicinal, com certeza gastariam menos dinheiro com medicamentos e as farmácias seriam menos frequentadas para compra de medicamentos e mais para finalidades de prevenção e beleza.

Seus poderes terapeuticos são reconhecidos há milênios e já foram encontrados vários registros do uso da planta por civilizações antigas como a egípcia, indiana, árabe, grega, romana, asiática e africana. A respeito dos egípcios, há relatos de que as rainhas Nefertite e Cleópatra usavam a Aloe vera como fitoterápico e cosmético. Já na história da Grécia, conta-se que Alexandre, o Grande, teria tomado regiões da África e a ilha de Socotra, no oceano Índico, devido ao interesse nas plantações de Aloe vera que lá existiam, as quais foram usadas para curar os ferimentos dos seus soldados. Nas Américas, a planta chegou através de Cristóvão Colombo, onde adaptou-se perfeitamente ao clima e ao solo.

A partir do século XX vários países como os Estados Unidos, França, Alemanha, Itália, Holanda, Japão e China realizaram pesquisas sérias sobre as propriedades da Aloe vera. Os resultados foram tão positivos que o uso medicinal foi oficialmente autorizado pelos órgãos de saúde para uso externo e interno.

O gel da Aloe vera é rico em água, contém 20 minerais, 12 vitaminas, 18 aminoácidos e cerca de 200 fitonutrientes ativos. Entre as diversas propriedades que a Aloe possui, destacam-se seus efeitos analgésico, anti-inflamatório, cicatrizante, antibiótico, regenerador celular, hidratante, emoliente, retardador do envelhecimento da pele; além de ser altamente eficaz no tratamento de queimaduras, acnes, alergias, picadas de insetos, erupções, edemas, eczemas, manchas, crostas, seborréias, caspa, queda de cabelos, psoríase, erisipela, úlceras varicosas, escaras, câncer de pele, herpes simples e zoster; além do uso cosmético.

Os farmacêuticos da Dermus, que são fascinados pelo poder de cura da Aloe vera, também já realizaram várias pesquisas nos nossos laboratórios, tanto que ela tornou-se o principal ativo dos cosméticos da Sumred, nossa marca própria. E, modéstia à parte, os resultados realmente surpreendem.

Nos próximos posts explicaremos mais detalhadamente como a Aloe vera age no nosso organismo, curando os mais diversos tipos de enfermidades da pele, cabelos e couro cabeludo.

Até lá! 😉

Compartilhe no Facebook

Os comentários foram encerrados.